Categoria Geral  Noticia Atualizada em   15/05/2015   às  11:09:28                   
Cineasta Spike Lee defende filme que planeja fazer sobre vio
Foto: br.reuters.com
Falando em uma igreja do bairro de South Side e cercado de mães afro-americanas portando fotos de crianças mortas em episódios de violência urbana, Lee disse que os artistas mostram um espelho à sociedade e não temem dizer a verdade. “Temos que deter esta loucura”, afirmou. “Isto é insano”.

Ele declarou que pessoas que desconhecem o assunto vem expressando opiniões sobre o filme. Lee se referiu ao “assim chamado título” da produção, mas não esclareceu se ele se chamará “Chiraq” e não respondeu perguntas.

O prefeito de Chicago, Rahm Emanuel, o senador Dick Durbin e o assessor do prefeito, Anthony Beale, demonstraram preocupação com o título, que Beale chamou de “insultante”.

Chicago registrou 407 assassinatos em 2014, bem mais que os 328 registrados em Nova York, uma metrópole bem maior. Há tempos a cidade mais populosa do Estado do Illinois vem lutando contra sua reputação pela violência, reforçada pela mitologia a respeito do gângster Al Capone nos tempos da Lei Seca.

Lee declarou não estar preocupado com a política ou o turismo de Chicago. “A questão não é Chicago perder negócios”, disse Lee.

Referindo-se às mães em luto ao seu redor, o cineasta afirmou: “Ninguém aqui quer ser membro deste clube”. Ele citou reportagens segundo as quais 14 pessoas foram feridas a tiros na cidade um dia antes, e três morreram.

Fonte: br.reuters.com
 
Por:  Desire Duque    |      Imprimir