318856 Noticias - Brasil tem queda no nmero de transplantes de rgos em 2015  -  Desire Duque




Categoria Geral  Noticia Atualizada em   13/05/2015   às  11:09:28                   
Brasil tem queda no nmero de transplantes de rgos em 2015
Nmero de doadores notificados caiu 1,4% e o de doadores efetivos, 0,8%
Brasil tem queda no nmero de transplantes de rgos em 2015
Foto: www.midiamax.com
O nmero de transplantes de rgos caiu neste comeo do ano no Brasil. A espera de quem precisa de um corao, de um rim, est cada vez maior por causa da recusa das famlias em autorizar a doao. Principalmente, porque a famlia no fica sabendo do desejo do parente de doar os rgos e salvar vidas.

O Brasil referncia mundial em transplantes, s fica atrs dos Estados Unidos, mas com esta queda na doao no vai ser atingida a meta de transplantes para este ano. No primeiro trimestre, 43% das famlias abordadas pelas equipes dos hospitais no autorizaram a doao. O nmero de doadores notificados caiu 1,4% e o de doadores efetivos, 0,8%.

Por causa disso, a meta para este ano foi revista. Antes era de 17 doadores por milho de habitantes. Agora passou de: 15 a 15,5 doadores por milho de habitantes.

Por rgos as doaes tambm caram: rins de 7,6%; fgado: 0,7%; corao 1% e pncreas: 24%, queda significativa. O nico transplante que teve crescimento foi o de pulmo com 19%.

H um ms e meio, a vida da Laura mudou completamente. O diagnstico de uma doena grave no corao levou a menina de 8 anos e o pai para uma casa de acolhimento em So Paulo. Eles moram com outros pacientes de vrias partes do Brasil, todos espera de um transplante.

Laura s volta para o interior quando conseguir um corao novo, e pode ser a qualquer momento. F em Deus que vai dar tudo certo, que a gente est aqui por esse corao dela que, com certeza, ele vai chegar logo, afirma Andr Luiz Rodrigues.

O Brasil o segundo pas do mundo com o maior nmero de transplantes, s fica atrs dos Estados Unidos. Se a gente contar as cirurgias pelo sistema pblico, somos lderes mundiais. No ano passado, foram quase 21 mil cirurgias 30% delas, de rins.

O Hospital do Rim, em So Paulo, faz 800 transplantes por ano. A espera do Moacir da Silva Carleto durou trs anos e terminou esta semana. Eu estava em casa dormindo e o celular tocou, atendi e foi aquela correria. Chegou aqui, fiz alguns exames e foi tudo muito rpido, lembra o mecnico.

O exemplo para a vida longa est em casa. H nove anos, o pai do Moacir passou pelo mesmo transplante. A gente vai trabalhar muito junto ainda, conta o tambm mecnico Francisco Carleto.

Apesar de todo o trabalho dos hospitais e do esforo dos profissionais, o nmero de doaes no pas vem caindo. E a principal causa a recusa de muitas famlias que deixam de autorizar a doao de rgos sem saber que com esse gesto possvel salvar a vida de vrias pessoas.

Depois de constatada a morte cerebral, possvel aproveitar os dois rins, os dois pulmes, o fgado, o pncreas e o corao, alm de tecidos como a crnea. Ou seja, a doao de uma pessoa pode ajudar sete.

Ns recomendamos sempre: se voc quer se doador de rgos aps a morte, avise a sua famlia. A sua famlia vai entender isso como seu ltimo desejo e vai autorizar a doao. Independente de estar escrito ou no, s de ter falado uma vez a famlia respeita esse desejo, ressalta Jos Medina, do Conselho da Associao Brasileira de Transplante de rgos.

Com a reduo das doaes, a meta brasileira para 2015, de chegar a 17 doadores por milho de habitantes, no ser atingida.

Mas a Associao Brasileira de Transplante de rgos acredita que a mdia nacional pode dobrar nos prximos anos. Para isso, precisa de mais sintonia entre as equipes, desde a conversa com as famlias at o transporte dos rgos.

angustiante, tanto tempo na fila e uma fila que no tem fim. Estou nessa espera h 13 anos e nunca vem, afirma o aposentado Antnio Macedo.

Laura Rodrigues no quer esperar tanto. Eu peo assim: Papai do cu, quero que chegue meu corao para eu ir embora, diz a menina.

A Associao Brasileira de Transplante de rgos vai comear uma campanha com as famlias de pacientes e com os mdicos.

Esse esforo de conscientizar as famlias j est sendo feito em Santa Catarina e com sucesso. O nmero de doaes de rgos aumentou 19% no ano passado.

Santa Catarina tem o sistema de transplantes mais organizado do pas. As equipes so treinadas para identificar possveis doadores, fazer o diagnstico da morte enceflica e tambm das famlias desses possveis doadores.

Alm disso, tem um grande investimento em logstica e no apoio aos hospitais que prestam um atendimento mais humanizado a essas famlias

Em Santa Catarina, a procura por doadores algo extremamente profissional que recebe investimentos da secretaria estadual de Sade. O que justifica essa mdia de 34 doadores a cada milho de habitantes enquanto no resto do pas a mdia cai para 14.

Fonte: www.midiamax.com
 
Por:  Desire Duque    |      Imprimir